Sorteio BrELT 2016 – Bolsa 100% nos Cursos

 

Nos últimos dias, anunciamos no Facebook, Twitter e também aqui pelo blog os prêmios que serão gentilmente cedidos pelas editoras Cambridge University Press, Cengage, DisalHelblingMacmillanOxford University PressPearson Longman  e Richmond .

Nesse post também gostaríamos de agradecer às 3 instituições de ensino que contribuíram para que a celebração dos 5 anos do BrELT fosse esse grande sucesso. 3 sortudos membros da comunidade ganharão uma bolsa de 100% nos cursos oferecidos abaixo:

  

caltabiano_curso.jpg

google apps.JPG

seven_Curso

Além de buscarmos o desenvolvimento profissional e pessoal com troca de experiência com professores e educadores em vários contextos no Brasil e também mundo a fora, a BrELT tem crescido e vem crescendo por causa de cada um de vocês, que nos apoia com suas trocas de conhecimento, vivências nos chats e nos post publicados todos os dias, compartilhando e ajudando uns aos outros para que o ensino da Língua Inglesa seja sempre com qualidade e excelência.

Se você ainda não se inscreveu para os sorteios, não perca tempo: você só tem até amanhã, sábado dia 30 de abril, para se inscrever. Não vai perder essa chance, né?  Aqui estão os links com a ficha de inscrição e o regulamento.

Gostaríamos de agradecer às escolas e às editoras pelo apoio para o desenvolvimento profissional dos ganhadores. Obrigado por acreditarem na proposta da BrELT!

Compartilhe a nossa comunidade e participe dos nossos chats – BrELT!

Fingers crossed and thank you!

 

 

 

Sorteio BrELT 2016 – CENGAGE

cengage-logoA editora Cengage entrou no Sorteio BrELT 2016 com livros que chegam a dar água na boca (ou nos olhos, para quem não ganhar…). Ficamos sem palavras para agradecer tamanha gentileza!

 

O livro Teaching English as a Second or Foreign image001Language é um clássico, já na sua 4a edição. Trata-se de uma compilação de artigos sobre assuntos essenciais da nossa área, como metodologia e abordagens, ensino de habilidades, avaliação, habilidades e técnicas do(a) professor(a), motivação, ensino reflexivo e a questão da não natividade, entre outros temas. Os responsáveis pelos capítulos formam praticamente uma constelação: Marianne Celce-Murcia, Patricia Duff, Christine Goh, John Flowerdew, Anne Lazaraton, Diane Larsen-Freeman, Michael McCarthy, Donna Brinton, Zóltan Dörnyei, James Purpura, e muitos outros.

Bônus para as(os) feministas: notaram quantas autoras mulheres competentíssimas? E tem mais lá… Afinal, o livro foi editado por três grandes nomes femininos do ELT: a Celce-Murcia, a Brinton e a Snow. E elas foram sábias em escolher diversas autoras para publicar! Afinal, numa profissão tão eminentemente feminina, bora evidenciar mais o talento dessas mulheres, né?

Por falar na mulherada talentosa de ELT, oimage002 segundo livro que a Cengage doou para nosso sorteio foi escrito por duas professoras doutoras da Universidade de Maryland: Joan Kang Shin e JoAnn (Jodi) Crandall. Publicado em 2014, Teaching Young Learners English: from Theory to Practice fala da sala de aula do século XXI e de seus curiosos habitantes. Sem dúvida, vai ser muito útil para o(a) contemplado(a), pois muitos BrELTers trabalham com crianças de 7 a 12 anos, a faixa etária em que o livro se concentra.

Cengage, nosso muito obrigado. E galerinha, não se esqueça de ler o regulamento e de se inscrever no concurso, pois o prazo é até este sábado, dia 30 de abril. Está chegando a hora! Ah, e cuidado para não invalidar sua inscrição: você precisa preencher até o final, incluindo o link para seu perfil no Facebook e seu nome. Do contrário, não teremos como contatar você! E, claro, esta promoção só é válida para os membros da comunidade facebook.com/groups/brelt .  Não deixe de participar e de divulgar o sorteio e, por conseguinte, a nossa querida comunidade para seus colegas. Afinal, cada professor(a) que entra na comunidade é uma oportunidade de aprendizado para todos nós.

 

#BRELTCHAT – 28/04/2016 “Como Lidar com a Língua Materna (L1) em sala de aula”

l1-breltchat

 

Hello PessoALL,

Nesta 5º Feira teremos mais um magnifico #breltchat com um tema pra lá de instigante.

Usar ou não usar a língua materna em sala de aula? Como lidar com essa questão nas nossas salas de aula? Com essas perguntas e outras estaremos aguardando por você nesta quinta-feira, para trocar ideias com os membros da comunidade, que neste mês de abril completa seus 5 anos de “Sharing is caring” Então não perca nosso chat!

Abaixo você vai encontrará um lista de links sugeridos para leitura sobre o tema:

100 Teaching Tips: two tips on teacher talk – sugestão da Monica Braga

M is for mother tongue –  sugestão da Priscila Mateini

Informed Use of the Mother Tongue in the English Language Classroom

 

Aguardamos sua presença nesta quinta-feira, dia 28 às 22h na nossa comunidade no facebook – Brelt

 

And  if I were you…

Stay tuned! Surprises are coming!  :)    

 

Divulgue e participe!

 

 

 

Sorteio BrELT 2016: Oxford

OUP

  • Explaining English Grammar;
  • Simple Reading Activities;
  • Activities Using Resources

Só pelos títulos a gente tem vontade de querer todos os títulos que a Oxford University Press doou para gente, não é mesmo? Agora vejamos os feras de ELT que escreveram essas preciosidades: George Yule (Explaining English Grammar); Jill Hadfield e Charles Hadfield (Simple Reading Activities) e Heather Westrup e Joanna Baker (Activities Using Resources).

Temos certeza de que os livros dos Hadfield e o da Westrup e Baker irão ajudar nossos professores a incrementar seu repertório de atividades e seus alunos irão amar!

Já o sortudo que ganhar o livro do Yule terá um mãos explicações gramaticais que conversam com a forma, significado e uso real que são apoiadas por exercícios e pontos de discussão.

Não tem como ficar fora do maior sorteio já feito na BrELT, gente!

Se você ainda não se inscreveu, corre lá: leia atentamente o regulamento do Sorteio e se inscreva!

Cuidado para não invalidar a própria inscrição: ponham lá seu nome e o link para seu perfil no Facebook. Verifiquem  também se vocês são membros da BrELT: é só entrar no grupofacebook.com/groups/brelt .

Ah, e divulguem para seus colegas: não só você vai ser aquela pessoa que compartilha informação legal, como ainda tem mais chances de ter acesso ao livro (afinal, se seu colega ganhar, terá a obrigação moral de te emprestar! Somos testemunhas!).

Agradecemos imensamente a participação da Oxford University Press nesse sorteio., You rock, Oxford!

oup

Vejam aqui os outros livros divulgados e aqui os cursos.

Sorteio BrELT 2016 – Pearson

pearson_howTo

Jeremy Harmer, Jeremy Harmer de novo, Scott Thornbury, Gavin Dudeney & Nicky Hockly, Sally Burgess & Katie Head… Está achando que estamos lendo uma lista de referências básicas para professores de inglês? Sim e não. Essas são as contribuições generosíssimas da Pearson Longman para o nosso Sorteio BrELT 2016. Sim, são CINCO livros, um para cada ano de BrELT Chat, quatro deles da bem-sucedida coleção How to Teach. E o outro é do Harmer.

screaming

Beatlemania – ELT edition

Não vamos nem falar sobre os livros porque eles falam por si. Vamos postar aqui as capinhas enquanto vocês gritam “EU QUEEEEEROOOOOO!!!!”

Depois que vocês se recompuserem, leiam atentamente o regulamento do Sorteio e se inscrevam! Por favor sejam espertos e não invalidem a própria inscrição: ponham lá seu nome e o link para seu perfil no Facebook. Verifiquem  também se vocês são membros da BrELT: é só entrar no grupo facebook.com/groups/brelt . Ah, e divulguem para seus colegas: não só você vai ser aquela pessoa que compartilha informação legal, como ainda tem mais chances de ter acesso ao livro (afinal, se seu colega ganhar, terá a obrigação moral de te emprestar! Somos testemunhas!).

A BrELT nem tem palavras para agradecer à Pearson Longman. É só amor por esses cinco livros cinco estrelas:❤❤❤❤❤Pearson_Longman_logo-baixei

Vejam aqui os outros livros divulgados e aqui os cursos.

 

IATEFL 2016 – The Teacher Training Debate

From watching the IATEFL sessions available online (here and here) and following their impact online, one can almost get a feel of what the conference was like. With IATEFL 2016, a recurring theme seems to have been whether 4-month teacher training courses, like the Cambridge CELTA, do the trick.

It seems it all started with Silvana Richardson’s plenary discussing discrimination against non-native teachers. Her call for more professionalism and less native-speakerism in the ELT world was greeted with much enthusiasm the world over. It was indeed a great and much needed talk, which sparked a lively debate on Twitter later taken to the blogosphere.

hqdefault.jpg

You call that a ‘lively’ debate?

Well, maybe I’m toning it down a notch by calling it ‘lively’. Hugh Dellar set the ELT world on fire when he argued short courses like the CELTA could be a big part of the professionalism problem. After all, in a profession as complex as ours, what can you really learn in a month? To fake it, he suggested!

harry sally

Can you tell when she is not really teaching out of well-honed teaching skills and sound technical knowledge?

And that was far from being the only negative criticism to CELTA. In what felt like a long sales pitch by Cambridge’s competitor, Ben Beaumont advocated for Trinity’s approach, which allows for more flexibility, he maintained, and better response to research. For instance, learning styles have been shown to be a neuromyth, so Trinity has taken it down from its teacher training courses, unlike “other” course providers. The audience laughed, knowing all too clearly who he was referring to.

In fact, much of what we learn today will be laughing matter in a few years, claimed Graham Hall, in the provokingly named debate “This house believes that teacher training is a waste of time.” He was also worried that, while in the UK only 1% of teacher trainees fail their courses, in the end 1 out of 3 will leave the profession before ever hitting the classrooms because teacher training is such a disheartening endeavor. Maybe teacher training is nice in an ideal world, but what we’ve actually been doing has been having disastrous results, he argued.

(My mind went immediately to some military personnel I talked to who actually preferred war training to the intensive CELTA — more humane, they thought.)

Fear not, Penny Ur took to the stage soon after that and quietly proceeded to counterargue every possible idea against teacher training. Teacher training is much needed, she said. Actually, for many teachers all over the world, with little access to conferences or ongoing on-the-job training, initial training is the only kind of training they will ever get.

Yes, but it flies by. Gabriel Diaz Maggioli, a self-confessed teacher trainer for the National Teacher’s Training College in Uruguay, is concerned that we are not working on reflection enough and that we’ve been working towards developing future teachers’ knowledge and skills and forgetting about their identity and attitudes.

Too much to cram in in a teacher training course, I suppose. A teacher trainee has so many important topics to consider and study and so, so much to experience… As we say in Portuguese, “o cobertor é curto.” That’s why no matter how you started in the profession, with a 4-week course or a 4-year college degree, just don’t stop learning. Because we can’t afford to. Fortunately by watching talks like these at IATEFL (from a distance, why not?) and participating in groups like BrELT, we can keep in touch with what is going on in our field and hopefully reflect and develop as well.