Resumo do chat de 21 de Abril

Olá pessoALL,

Nosso último chat foi sobre a liberdade e autonomia (ou a falta delas) que nós, professores de inglês, dispomos para adaptar nossas aulas e como fazer mudanças benéficas.

A discussão, como sempre, foi bem quente e concordamos e discordamos em vários pontos.

Daniele Tavares se voluntariou a escrever o resumo and she did a great job! Conseguiu captar pontos importantes e o espírito do chat. Valeu Dani!

Ainda estamos enfrentando alguns problemas por causa da hashtag e como a Dani vai dizer no seu post, usem somente letras minusculas de agora em diante (#breltchat). Por isso, não conseguimos capturar o transcripts completo.

—————————————————————————————–

Danielle Tavares

Teacher-learner for almost 15 years. She has been a language institute coordinator and trained teachers. She now works as an educator at two different language institutes and a school. She’s passionate for languages and is interested in educational technology.

Twitter ID: @dasita

Até onde vai a liberdade do professor para promover mudanças em suas aulas?

Olá a todos do #breltchat J

Na última quinta-feira (21/04/2011), nós comemoramos não só o feriado de Tiradentes, mas também o nosso SEGUNDO ENCONTRO #breltchat!

Em nosso último encontro tivemos um pequeno problema técnico. Alguns participantes estavam digitando a hashtag com letras maiúsculas (#BReltChat) enquanto outros digitavam com letras minúsculas (#breltchat). O que aconteceu foi que alguns tweets não foram visualizados por todos os participantes. Bom, para evitar que passemos pelo mesmo problema no futuro, os moderadores decidiram que o hashtag seja usado com letras minúsculas (#breltchat) daqui para frente.

Well, vamos ao tópico. Eu estava tão animada com toda a discussão que, sem ao menos pensar, me candidatei a escrever um post sobre o tópico. Mas, na realidade, eu não tinha me dado conta da tamanha responsabilidade que havia assumido. Como pode uma pessoa que nunca escreveu UM post e que não tem um blog assumir tamanha responsabilidade? Bom, vou humildemente tentar expressar as minhas idéias e opiniões e conto com ajuda e comentários de todos para que a discussão e reflexão sobre a liberdade do professor não fiquem presas somente ao Twitter.

A liberdade em sala de aula é o que todo professor almeja (independente da matéria e do lugar que trabalhe). Em termos de Língua Inglesa, as idéias são tolhidas e a frustração começa quando nos deparamos com uma turma com 40 alunos desnivelados e desinteressados. Não podemos culpar os alunos por seu desinteresse tampouco pelo desnivelamento, mas também não podemos ignorar o problema, dizer que no Brasil é assim mesmo e não fazermos nada para tentar melhorar. Que devemos fazer? Ignorar o problema e seguir o livro didático (LD), pura e simplesmente? Mesmo quando trabalhamos com uma turma menor, com alunos teoricamente nivelados, seria o melhor para o aluno seguir o livro com um syllabus enfocado no LD?

Alguns educadores, como eu, acreditam que NÃO! A liberdade em sala de aula é sim um pouco tolhida devido ao sistema educacional vigente e aos problemas políticos e econômicos que temos de enfrentar todos os dias, mas sem ela seria ainda pior. Por isso, nos tornamos professores/educadores e eternos aprendizes. Ajudamos nossos alunos não somente a ler e escrever, mas acima de tudo a compreender, avaliar e questionar.

Já que o sistema não nos ajuda, precisamos nos desenvolver a cada dia, estudar mais e mais para que através do nosso preparo pessoal, possamos preparar nossos alunos.

Aqui estão alguns dos tópicos discutidos:

  • Uso único e exclusivo do LD: solução ou problema?
  • Professor como responsável pelo syllabus (autonomia).
  • L1 prejudicial ao aprendizado da L2?
  • Avaliações = tempo + conteúdo.
  • Formação do professor.
  • Colaboração de todo corpo docente.
  • Dogme

Aqui vocês podem achar alguns comentários sobre os tópicos:

With such a vibrant discussion, it’s almost impossible to do it justice in a summary, but I’ve picked out some of the comments that caught my eye.

@eltbakery – Eu acho que seguir o livro com um syllabus enfocado no livro é o que mais prejudica a minha autonomia em sala de aula.

@mingodupal – O tempo das aulas é uma das coisas que mais limita essa possibilidade dar uma aula em inglês na minha opinião.

@hoprea – Seria o caso de os professores serem responsáveis pelo syllabus e construí-lo durante o ano?

@BrunoELT – a falta de tempo e pressão sobre provas e testes são issues que impedem a mobilidade no currículo.

@hoprea – O problema com o uso de L1 é o preconceito e a falta desconhecimento de como usá-lo de forma eficaz.

@eltbakery – A formação do professor depende muito mais do próprio professor. Só a faculdade n é suficiente.

@Raquel_EFL – autonomia p mim implica em Aprendendo a ensinar…e não aprendemos a pensar e elaborar materiais pedagógicos na nossa formação.

@hoprea –  Hmm… very good question. Autonomia ou excesso… se os professores não sabem lidar com autonomia, vira excesso.

@hoprea – Você ainda prepara suas aulas pensando NO QUE ensinar ao invés de QUEM ensinar?

@flavia_matias – Contudo, quando fazemos parte de uma inst, temos q saber q tbm temos regras e padrões determinados por ela a seguir.

@hoprea – Com certeza! Se há regras, devemos seguí-las. Daí o ponto: até onde vai nossa autonomia?

@hoprea – Atualmente, o ideal ao meu ver são dogme moments em uma aula…

@hoprea – Em Dogme, há uma preocupação fundamental nos principais agentes do ensino: o professor e o aluno. Materials-light!

@Raquel_EFL – … autenticamente em comunidade comprometida com a mudança: nao há autonomia isolada, há que se manter foco!

@BrunoELT – Um filme sobre schools killing creativity é o documentário Waiting For

Superman. Muito bom!

@eltbakery: Mudanças reais: Abrir o link prof-aluno, filtrar suas sugestões,adaptar nossas aulas diariamente c as visões do aluno e o conteúdo

@Raquel_EFL: As palavras “desistir” e “conformado” não devem fazer parte de nenhum dicionário mental de um professor.

 

Como sempre, uma boa seleção de links:

(aqui tem vários links pra outros sites)

 What do you think? Leave a comment!



Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s