Mensagem a Mensagem: “Teaching Naked”: o que é, quais são os princípios e técnicas – 20/09

A nossa proposta para este chat era de tentar identificar as diferenças ou semelhanças entre “Teaching Naked” e “Unplugged Teaching”, mas ao longo da discussão ficou claro que estávamos ainda tentando compreender o que exatamente era “Teaching Naked” (alias, invertemos o nome na chamada, oops), conforme proposto pelo professor universitário José Bowen. Portanto, nem chegamos ao tema de “Unplugged Teaching” e por isso achei por bem remover do título esta segunda terminologia deste blog post.

A nossa discussão foi bem dialógica, interativa e gerou muitas perguntas.

Vale a pena verificar o blog do José Bowen: http://teachingnaked.com/

Nós ainda vamos tentar, via o blog, explorar este tema em mais detalhes.

Mas por enquanto, vejam o que aconteceu durante nossa conversa.

———————————-

Valeria Benevolo França Boa noite.

Bruno Andrade Quem esta online?

Juan Alberto Lopez Uribe Boa noite a todos!

Ramon Silveira Opa! Boa noite!

Bruno Andrade Boa Noite, Val!🙂

Roseli Serra Eu e Juan :b

Roseli Serra OI Valéria! oi Brun , oi Juan!

Ana Amaral Boa noite a todos🙂

Roseli Serra Aqui Valeria Benevolo França?

Bruno Andrade Olá, queridos! Boa noite Juan, Ramon, Ana e Roseli!🙂

Roseli Serra Boa nite de novo, Bruno Andrade

Cadu Souza Boi noite, pessoal.

Roseli Serra noite

Cadu Souza Bom, eu não sei muito, apenas que a ideia é não usar tecnologia em sala de aula. O intuito é aumentar a interação professorxaluno.

Marcelo Elias Boa noite a todos. Naked x unplugged? Me pegou. Vim p aprender.

Cadu Souza Pelo que li o uso da tecnologia deve ser anterior a sala de aula, visando que o aluno chegue munido de ferramentas para aumentar a interação com os demais alunos e prof.

Juan Alberto Lopez Uribe Pelo que eu entendi a idéia do Naked teaching é utilizar a tecnologia em casa para a parte informativa antes da aula e focar na discussão entre os alunos no tempo em que estiverem juntos na sala.

Bruno Andrade Vc acha que tecnologia afasta professores e alunos, Cadu?

Roseli Serra Sim , é por aí…mas há controvérsias , não?

Valeria Benevolo França Todos conseguiram ver o video que o Juan partilhou?

Ramon Silveira Então o termo naked viria da idéia de não usar nada em sala?

Roseli Serra INfelizmente não vi todo..

Cadu Souza Bruno, eu não acho não, mas entendo que às vezes o uso da tecnologia faz a aula um pouco ‘board centred’

Cadu Souza Isso Ramon Silveira

Valeria Benevolo França Acredito que sim Ramon Silveira

Ramon Silveira Concordo com o Cadu Souza e complemento que depois do Interactive board isso aumentou, não acham?

Cadu Souza O que eu gosto da ideia do Naked Teaching é que se formos capazes de trabalhar sem usar a tecnologia, poderemos nos tornar mais conscientes do uso dela.

Roseli Serra Eu creio que as novas tecnologias podem aumentar e muito o engajamento de nossos alunos fora da sala de aula e, assim, prepará-los para as discussões reais , o que acham?

Cadu Souza Eu preciso, como professor, saber reconhecer as alternativas para a minha prática de ensino

Juan Alberto Lopez Uribe Um ponto que me parece é que naked teaching tem que ser uma decisão institucional, pois é uma mudança grande e uma vez que os alunos se envolvem é incoerente ficar mudando de modelo.

Valeria Benevolo França O ponto principal de Nked Teaching não é um ataque a tecnologia masum ataque ao uso chato de power point em palestras universitárias…um pouco a idíea de death by power point.

Cadu Souza e às vezes o não uso de tecnologia é uma dessas alternativas

Bruno Andrade Pois eh, por isso que e luto sempre para que haja um aproach mais humanistico quanto a tecnologia. Muitos professores focam na ferramenta ao invés de focar no que a ferramenta pode fazer para melhor o aprendizado, Cadu Souza

Roseli Serra Isso, Cadu Souza . Pra mima atenção não pode ser na tecnologia e sim no aluno. Learner centred e não e-board centred, ou algo por aí . è tudo uma questão de equilíbrio

Ana Amaral Interessate. No entanto, como fazer com que os alunos comrem a ideia? Alguns dos meus se recusam a usar a internet (a única coisa que eles tem de diversão) para aprendizado autônomo.

Juan Alberto Lopez Uribe Mas acho que nao temos death by powerpoint nas nossas salas, isso é mais para faculdades… Mas vale a pena pensar no tempo investido na apresentação e na discussão de temas.

Ana Amaral *comprem

Ramon Silveira Pensando então nos alunos, como acham que eles iriam reagir ? Seria notável para eles ?

Juan Alberto Lopez Uribe Isto é verdade Bruno Andrade. Usar uma tecnologia da moda sem ter focos claros é perigoso.

Cadu Souza Ana, quando a aula é bem montada os alunos irão se divertir e engajar mesmo sem uso de tecnologias.

Roseli Serra Sim, Juan Alberto Lopez Uribe. Eu sinto que muitas vezes os alunos ficam coma ‘ retina cansada” de tanta imagem.

Roseli Serra Isso aí Juan, o foco da aula é o que e quem?

Bruno Andrade Olá Marcelo Elias, estamos todos aqui para aprender! Tb não domino muito o assunto, mas sempre temos o que acrescentar🙂 bem-vindo!

Roseli Serra Sim. Já assisti aulas excelentes e muito recentemente , sem uso de tecnologia.

Roseli Serra Não domino tb não Bruno

Marcelo Elias Ana, vc está falando do uso da tec fora de sala de ayla?

Cadu Souza Acho interessante a ideia do não uso da tecnologia pois exige uma maior preparação por parte dos professores e o que tenho visto são professores com aulas ‘tiradas’ da internet sem nenhum questionamento, sem nem mesmo pensarem muito em suas turmas.

Juan Alberto Lopez Uribe A aula deve ser learning-centered e a tecnologia pode ser usada para apresentar o tema e a mediação principal é feita pelo professor na sala.

Ana Amaral Cadu, outro dia acabou a luz na minha filial e um dos meus alunos perguntou: E agora, teacher, como vc vai dar aula sem e-board? No fim deu tudo certo e eles aprenderam e se divertiram sem tecologia nenhuma. Até oje me lembro disso.

Valeria Benevolo França Um outro ponto levantado era a de desenvolver uma autonomia maior entre os alunos unversitários, menos “spoon-feeding” e fazer os alunos relfetirem sobre o conteúdo (que ele passa nates da aula via podcasts). O que acham disso?

Roseli Serra Isso aí! Foi o que falei anteriormente, O foco é o aluno! Atecnologia é ferramenta para chegar ao aluno de modo eficiente é o meio e não o fim principal.

Cadu Souza Isso mesmo Juan. Acho que o ideal é o equilíbrio, mas não posso negar que fiquei instigado com a ideia de aulas sem tecnologia nenhuma. Me senti desafiado enquanto professor

Juan Alberto Lopez Uribe é dificil tambem garantir que os alunos todos tenham acessado determinado conteudo. Se um não acessar , cria-se um abismo na sala. Ai temos que recapitular.

Ana Amaral *hoje

Roseli Serra Good point Juan Alberto Lopez Uribe

Juan Alberto Lopez Uribe A proposta da conversa continuar depois da aula também é muito interessante, respondendo várias dúvidas, em vez de ficar limitado pelo tempo que sobra.

Valeria Benevolo França Pois é Juan Alberto Lopez Uribe, mas o que o professor em questão faz é solcitiar que eles ouçam o podcast e faz um mini teste antes da aula, um questionário, assim o alçuno acaba fazendo a tarefa. Devemos lembrar que isso tudo está sendo feito na universidade.

Cadu Souza Valeria, eu não sei se essa autonomia se aplica ao ensino de línguas, mas com certeza pedir que os alunos vejam um vídeo sobre algo que vai ser discutido em sala com certeza pode ser bem produtivo

Ramon Silveira É possível aplicar a todos os níveis ?

Roseli Serra Nossa,Valeria Benevolo França! eu não sabia que estava sendo feiito assim..

Juan Alberto Lopez Uribe Os alunos as vezes não conseguem vir nas aulas mesmo, imagine acessar antes da aula. Talvez isto seja mais fácil em um contexto acadêmico norte- americano onde o aluno tem poucas horas de aula e todo o resto do tempo dedicado para estudar.

Valeria Benevolo França Bom, mas vale lembrar que ele é professor de artes (acho que é história da arte) então um contexto diferente do nosso…mas idéias pedagógicas boas sempre nos são úteis. Como adaptá-las?

Roseli Serra Cadu Souza , eu acredito que tudo depende de como essa porposta é feita ao aluno; grupo assim como contam bastante o perfil da turma e do professor.

Marcelo Elias Já aconteceu isso comigo, ana. Acho q o uso de qq tecnologia (quadro negro, fotocopia, retroprojetor…) sempre causou dwsconforto. Como os avanços estão cada vez mais rápidos, os desconfortos são mais frequentes. Acho q discussoes sobre teaching naked or unplugged sao consequencia desse desconforto

Bruno Andrade Vale lembrar que Teaching Unplugged não prega o não-uso de tecnologia. Pode haver trabalho com tecnologia: çelulares, câmeras, ipads. O que o approach acredita eh num uso mais light de materiais pre-fabricados. O que set The tone eh o que surge durante as aulas

Juan Alberto Lopez Uribe Este é o cenário ideal Valeria Benevolo França. Acho que se o material for bem interessante, dermos tempo, e não muito longo pode-se conseguir bons resultados.

Roseli Serra Isso Juan Alberto Lopez Uribe. Meu faz faculdade no Canadá e niniguém la´sobrevive sem tecnologia, è impossível ter sucesso num curso sem dominar a tecnologia imposta pela faculdade

Roseli Serra Exato Bruno Andrade

Cadu Souza Eu tenho uma turma de alunos avançados e o que eu fiz foi pedir que eles assistissem os vídeos sugeridos no lesson plan (eram 2) antes. Alguns viram, outros não, mas a aula teve debate e os alunos tiveram tempo de formar uma opini~~ao melhor sobre o assunto

Valeria Benevolo França Pois é, mas vamos pensar em algo paralelo. Qaundo assistimos um bom filme em casa ou no fim de semana, na semana seguinte comentamos com alguem que viu, não é? Isso não leva a uma conversa bem dinâmica e boa? Este não é o mesmo princípio de Teaching Naked? Não é engajar o aluno numa discussão sobre algo interessante?

Cadu Souza também percebi que quem não viu ficou meio sem graça e, num segundo momento, com certeza assistirá se for proposto novamenete

Roseli Serra AhJuan Alberto Lopez Uribe e eu passo por isso no mestrado lOng distance que não é MA online mas temmo de usar e muito a plataforma da universidade que é o moodle

Roseli Serra Sim Valeria Benevolo França!

Roseli Serra e de repente isso se torna numa super aula!

Ramon Silveira Lembro desta tarefa em meu ginásio!

Juan Alberto Lopez Uribe Valeria Benevolo França, você traz um ponto interessante que é a escolha em se engajar na atividade. Talvez melhor ainda seria se o professor oferecesse várias alternativas e o aluno escolhe uma. A discussão ficaria mais rica ainda com um jigsaw!

Roseli Serra Lembro de uma session onde o Paul Selingson dizia: comoce sua aula com speaking e nao tenha medo. Ponha seus alunos pra falarem sobre algo que eles gostam !

Marcelo Elias Sem duvida, Valeria. Acho q o desafio é tornar qq atividade proposta p fora de sala como uma atividade q tenha um fim pedagogico, mas sem cara de dever dw casa

Cadu Souza Mas pra mim o mais interessante desse approach não é nem apenas a chance dos alunos verem/lerem/ouvirem algo antes, mas a oportunidade que nós temos dessa maneira de pensar a nossa aula de diferentes maneiras, pensar fora da caixa…

Valeria Benevolo França Muito interessante Juan Alberto Lopez Uribe e se não fosse o professor escolhendo e fosse o aluno, dentro de uma tematica geral….isso poderia funcionar?

Bruno Andrade Claro! Muito dos princípios de Naked Teaching e Teaching Unplugged são permeados pelo aproveitamento de teachable moments que ocorrem em sala. Esses momentos podem levar a uma ótima discussão, um projeto ou uma redação. Mas eh preciso tomar cuidado para que a conversa não bagunça

Roseli Serra Isso Marcelo Elias! Se tiber o nome de ” dver de casa…’ sei nao… rsss

Ana Amaral Também acho Marcelo Elias. Quando eles acham que é obrigação, a coisa desanda.

Roseli Serra Creio que sim Valeria Benevolo França! Já observei aulas onde isso aconteceu e ja ensinei groups assim tb

Roseli Serra Perfeito, Bruno Andrade1

Juan Alberto Lopez Uribe Quando o aluno escolhe ele não se sente tão pressionado. Acho que funciona sim Valeria Benevolo França. Melhor ainda se ele puder apresentar algo criando com tecnologia, pois entra na esfera de auto-realização.

Roseli Serra BINGO, Juan Alberto Lopez Uribe!

Ramon Silveira Pensando neste contexto, qualquer coisa que eles se relacione pode ser usado! É necessário ser algo tecnológico ? Eu não poderia pedir para eles discutirem a comida que eles irão comer no próximo Domingo na aula da próxima semana, por exemplo ? (exemplo bizarro)

Juan Alberto Lopez Uribe Mas ai a tecnologia seria usada na sala, acho que não seria naked teaching.

Bruno Andrade Gosto da reflexão sobre autorealização, Juan!

Raquel de Oliveira Cheguei… lendo os posts🙂

Roseli Serra hummmm é vero , Juan Alberto Lopez Uribe

Roseli Serra Chegou Raquel! Boa noite linda1🙂

Cadu Souza Olá, Raquel de Oliveira

Elivan Souza Boa noite, pessoal! Eu só queria acrescentar que em tempos de Facebook e FarmVillle, como iremos convenver nossos alunos a preparar atividades sem toda esta distração?

Juan Alberto Lopez Uribe Ramon, acho que o foco é que se você fosse apresentar o tema comidas, a parte expositiva seria feita antes da aula.

Bruno Andrade Como assim, Elivan?

Valeria Benevolo França Um outro ponto levantado no video e artigo foi de que em geral os professores gostaram da idéia,mas foi mais dificíil com os alunos…alguns super resistentes…eles tiveram um período de adaptação.

Elivan Souza Quis dizer, com toda esta distração.

Ramon Silveira É vero! Mas a dúvida é, antes da aula, eles precisam usar algo tecnológico como um vídeo ou podemos usar outra ferramenta não tecnológica ?

Juan Alberto Lopez Uribe Seria um PPP, com o primeiro P(presentation) em casa e na sala teríamos Practice e conseguindo tempo para chegar no último P (Production ).

Cadu Souza Elivan, muitas vezes nos surpreendemos com o quanto nossos alunos são capazes de curtir uma aula sem youtube ou coisa do tipo. Essa aula mesmo que mencionei antes, que os alunos viram o vídeo em casa antes da aula, durante a aula per se nada foi usado além do quadro para fazer um vocabulary page…

Roseli Serra Acho que toda mudança, pequena, garnde ardical ou não, demanda adaptação e tem seus contraints, O que acham?

Cadu Souza Ramon, antes da aula é ok. Na verdade é mais que ok, é super bem vindo

Juan Alberto Lopez Uribe Exige muito mais do aluno, pois espera-se dele uma postura muito mais ativa e responsável.

Roseli Serra Simsim

Ramon Silveira Tiraram minha dúvida! Obrigado! Sou muito leigo no assunto galera!

Cadu Souza Juan Alberto Lopez Uribe e não é amazing podermos aumentar o tempo de practice e production?

Ana Amaral Meu sonho!!!

Bruno Andrade Concordo Roseli! Não gosto muito de radicalismos. Não daria uma aula totalmente sem tecnologia assim como não daria uma aula totalmente tecnologia para um grupo presencial….

Roseli Serra Mas a gente não trabalha pra levar ao aluno ter sebso de progresso e ser independente?Sendo assim o Juan Alberto Lopez Uribe has a point1

Cadu Souza Ah, Bruno Andrade, será que não vale a pena nem mesmo pelo fator experimentar?

Juan Alberto Lopez Uribe Eu tive aulas aqui na faculdade desta forma. Tinhamos que ler artigos, preparar discussion points que enviavamos a professora até 3 dias antes da aula e ela usava os nossas reflexoes como ponto de partida. Eu ficava super envolvido e as discussoes eram riquissimas. Ai de alguém se não chegasse pronto.

Roseli Serra Apostura do aluno fica mais ativa e responsável

Juan Alberto Lopez Uribe Acho maravilhoso Cadu Souza termos mais production.

Raquel de Oliveira Certa vez, tivemos um grupo do Twibes com alunos B1. Eles postavam sobre assuntos relacionados aà aula que haviam assistido em sala, e tb colocavam opiniões pessoais e fatos da vida deles. Percebemos que isto otimizou o speaking deles em sala uma vez que estavam mais familiarizados tanto com o conteúdo, as noções de língua (praticavam nos posts) e uns com os outros. Isto seria naked teaching aplicado ao ELT, Cadu SouzaValeria Benevolo FrançaJuan Alberto Lopez Uribe?

Ana Amaral É assim na EAD. O aluno se envolve, produz, aprende e pogride mais que os presenciais, que recebem tudo mastigadinho.

Valeria Benevolo França Vale verificar o blog do José Bowen e ele fornece alguns PDFs e achei este interessante de como criar uma aula usando o conceito: http://teachingnaked.com/wp-content/uploads/2012/07/TN-Workshop-HANDOUT-D-Designing-Naked-Courses.pdf

http://teachingnaked.com/wp-content/uploads/2012/07/TN-Workshop-HANDOUT-D-Designing-Naked-Courses.pd

Ramon Silveira Juan Alberto Lopez Uribe, sendo assim, não seria ótimo a apresentação e a prática da língua ser feita previamente e na aula só produção ?

Roseli Serra Isso mesmo Juan Alberto Lopez Uribe isso acontece com meu filho aí no CA e comigo tbno Ma . A postura da minha orientadora é essa e dos professores tb

Juan Alberto Lopez Uribe Acho que pode-se começar aos poucos, avaliar, ir conversando com o grupo sobre o aprender. Imagino que pode-se criar uma sinergia muito interessante e produtiva. Mas aí o professor seguinte tem que continuar.

Valeria Benevolo França E muito mais no blog dele:http://teachingnaked.com/#

Cadu Souza Na verdade não Raquel de Oliveira pois eles assistiram em sala. No Naked Teaching o contato tecnológico, se houver, deve ser antes da aula.

Ana Amaral Obrigada, Valeria Benevolo França. Lerei com cuidado🙂

Raquel de Oliveira Era antes da aula, Cadu Souza… Na aula tínhamos o livro…

Elivan Souza Bruno, eu quis dizer que tantas säo as distraçöes que torna quase impossivel o aluno cumprir as atividades propostas. Por outro lado, eu creio que o segredo é, dependendo da turna, usar de sabedoria e focar em tarefas curtas.

Cadu Souza Ah, Raquel de Oliveira, entendi. Nessa caso, com certeza!

Raquel de Oliveira Então já usei Naked Teaching e nem sabia… Bom ter este ‘noticing’ agora… AHA moment… Cadu Souza risos

Valeria Benevolo França Elivan Souza, além de tarefas cusrtas, tarefas que possam a ser realmente motivacionais para os alunos e lhes oferecem uma oportunidade de questionar e participar mais ativamente.

Juan Alberto Lopez Uribe Cadu Souza e Raquel de Oliveira acho que seria naked teaching pois ele aumenta a possibilidade de interação pela tecnologia fora da aula. No video ele coloca que a discussào pode continuar.

Roseli Serra Posso discordar Elivan Souza? Vej ao que disse aRaquel de Oliveira, além do que acho que hoje em dia os nossos alunos de um omdo geral estão muito mais acostumados com essa prospota de tecnologia nas escolas regulares ,faculadades e cursos de linguas

Cadu Souza Isso mesmo Elivan Souza. Na verdade, devemos usar dessa sabedoria para escolhermos qualquer approach, qualquer técnica, qualquer atividade com nossos grupos; se virarmos fã de um único approach e completamente ignorarmos o resto corremos o risco de nos tornarmos chatos, ultrapassados e coisas do tipo

Ramon Silveira As distrações também atrapalham o homework. Acho que seriam atividades que eles gostariam muito mais por fazerem parte do cotidiano deles!

Elivan Souza Gente, desculpem os errors. Estou no meio da rua. Hoje eu prometi que não iria perder.

Roseli Serra então eu volto ao ponto de que depende do professor, perfil da turma e da proposta e acordo feitos entre prof e alunos

Ana Amaral Vou tentar. Eu trabalho bastante com videos. Outro dia estavamos discutindo body language e no final da aula eu mostrei um snippet de um documentário sobre o assunto. Valeu pra discusão e tudo, mas agora entendo que eu poderia ter pedido que eles assistissem em casa e levar a discussão pra sala, sem perdermos tempo precioso de production.

Raquel de Oliveira No Naked Teaching o script seria gerado em conjunto alunos-professor?

Roseli Serra Sossega , Elivan Souza!

Valeria Benevolo França Muito bom voce estar aqui hoje Elivan Souza!🙂

Juan Alberto Lopez Uribe Naked teaching exige mais do professor no sentido que este tem que preparar o que acontece antes, durante e após a aula. Mas não precisa ser toda a aula. As tarefas podem também ser decididas junto com os alunos.

Bruno Andrade Elivan Souza , acho que a questão de distração entra em um outro foco. Mas acho que tarefas curtas são uma opção que funcione,mas as atividades tem que ser baseadas em alguma coisa que possa ser facilmente relacionado a vida pessoal dos alunos. Algo que os faca querer participar pois aquilo será interessante para eles como indivíduos.

Valeria Benevolo França O que eu acho que o Naked Teaching deseja é fomentar a interação, o olho no olho, a discussão….e não ficar somente com um lecturer” dando aula e as pessoas “recebendo” conteúdo…é para gerar questionamentos.

Raquel de Oliveira No Naked Teaching o script seria gerado em conjunto alunos-professor? Juan Alberto Lopez Uribe

Roseli Serra Gente, vamos combinar que aluno se distrai antes e depois da tecnologia né?

Juan Alberto Lopez Uribe Perfeiro Valéria!

Roseli Serra concordo com Valeria Benevolo França

Juan Alberto Lopez Uribe Não sei Raquel. Pensei alto sobre como faria se estivesse naked.

Raquel de Oliveira Uma aula viva… como são as interações fora da sala-de-aula, né? O discurso da sala muitas vezes é ‘gelado’… humanizar é preciso…

Bruno Andrade Concordo Valéria. Acho que o tempo vem passando e os professores vem perdendo esse senso de estarem abertos para discutir com os alunos de uma forma mais ampla e aberta.

Juan Alberto Lopez Uribe Pensei aqui no professor mandando um video para os alunos pelo facebook…

Cadu Souza Isso mesmo, Valeria. E claro que para isso não precisamos abrir mão da tecnologia em sala de aula, mas sabermos aproveitar o uso da tecnologia mesmo antes para aumentar essa interação é algo que vem em nosso favor. A gente sempre fala do quanto tecnológicos os alunos são e que muitas vezes eles tem mais acesso a tecnologia em casa do que na escola. Temos que aproveitar a oportunidade

Ana Amaral Como fica, então, o script que temos que seguir? Teacher’s guide, por exemplo?

Bruno Andrade Humanizar eh preciso, Raquel. Concordo. Seja o método que for, a tecnologia que usarmos. Humanizar eh preciso!

Ana Amaral Eu faço isso de vez em quando, Juan Alberto Lopez Uribe. Além de gostarem, eles se envolvem bastante nas discussões.

Cadu Souza Então, Ana Amaral. Eu dei um exemplo de como customisei o teacher’s guide, sem saber que estava fazendo naked Teaching, pedidndo que os vídeos sugeridos no guide fossem vistos em casa

Raquel de Oliveira Juan Alberto Lopez Uribe, já fizemos isto e funciona muuuuuuuuito… Até para ativar algum assunto que seria explorado em sala de aula… E percebemos que a produção aumentava, pois a pessoa dominava não só a língua, como tinha mais assunto…

Roseli Serra Veja Ana Amaral, a gente segue totalmente teacher’s guide? OU a gente adapta e fica com o core?

Juan Alberto Lopez Uribe Acho que o script Ana Amaral vai na linha do Dogma. Articular e costurar o que vier, deixando que os alunos usem a língua para se expressar.

Roseli Serra Isso meninos, Juan e CAdu

Elivan Souza Roseli, a technology distrai muito mais. Vamos tomar nós mesmos como exemplos? Quantas vezes sentamos con o proposito de pesquisar algo, aì somos tentados a olhar o Facebook e nos perfemos lendo outras coisas? Quao mais fácil seria para nossos alunos?

Roseli Serra Show, Raquel!

Valeria Benevolo França Boa pergunta Ana Amaral e eu acho que isso volta a um ponto que eu acho que o Juan fez, se isso serve para todos os grupos. Bom, eu acho que sim se pensarmos nas tarefas e atividades de forma mais ampla…como uma oportunidade de colocar tido que foi apreendido (ou não) em uso num contexto mais parecido com a vida real. O que acham disso?

Ana Amaral Eu adapto muita coisa, Roseli Serra, mas nem sempre existe uma brecha pra engajar os alunos na pre-class.

Bruno Andrade Juan, esses vídeos seriam pre-aula?

Ana Paula Cypriano , o Naked Teaching se assemelharia com task-based learning

Juan Alberto Lopez Uribe Que bacana Raquel!! Importante é achar o canal que converse com o público com o qual estamos.

Raquel de Oliveira Se os alunos compram a idéia, eles mesmos geram conteúdo via midias digitais e se organizam um ajudando o outro…

Roseli Serra eu sei Raquel, é frustrante. O que quis dizer é que a gnet nao usa o T guide como camisa de força

Giselle Santos Gente, boa noite…cheguei tarde mas como devem imaginar e quem me conhece sabe que acredito em um uso relevante da tecnologia para criar oportunidades de aprendizado e engajamento, acho que vivemos um momento de jargões com unplugged, naked, flipped, 1 to 1, blended e por aí vai…mas é fundamental que não esqueçamos que estamos aqui e em sala de aula por um motivo simples

Cadu Souza Acho que sim, Valeria Benevolo França. Se pensarmos que às vezes sentamos com nossos amigos e conversamos sobre certos assuntos, a exposição prévia a um determinado tópico geraria uma conversa mais fluida, menos guiada, como em uma conversa entre amigos. É isso?

Raquel de Oliveira TG é como uma mapa, cada um tem uma leitura diferente, mas se chega ao mesmo lugar.. naked or dressed… tee hee

Ana Amaral Um exemplo, por favor, Valeria Benevolo França. Este contexto de vida real é tão irreal nas nossas salas de vez em quando.

Juan Alberto Lopez Uribe Essa é a idéia Bruno. Mas tem que ser em cima do planejamento. Se o foco for x, este x tem que estar no video. O desafio é que ele deve ser atual e interessante. Não precisa ser video, pode ser texto, musica, prezi, etc.

Valeria Benevolo França Olá Ana Paula Cypriano. Eu acho que não se assemelha não. Em TBL tem uma estrutura e o foco é “meaning negotiation” e depois um novo olhar ao produto gerado e dalí é extraido um foco em língua. Naked Teaching me parece ser muito mais dialógico e baseado em idéias que são “learner emergent”.

Ramon Silveira Trabalho com um material que não tem videos mas já tenho minha biblioteca no pen drive de videos para cada lição, cada tópico abordado!

Roseli Serra Concordo Raquel de Oliveira

Cadu Souza Diz ae, Giselle.

Raquel de Oliveira como vc construiu esta bibioteca, Ramon Silveira? os alunos colaboraram?

Roseli Serra Olá Giselle Santos!

Bruno Andrade Task-based, Ana Paula? Em que sentido?

Ramon Silveira A idéia é, a sala de aula não deveria ser usada mas como um espaço de discussão ? Pois receber conteúdo, hoje, existem várias outras maneiras! Uma pesquisa sobre um personagem histórico no wikipedia por exemplo para ser discutido em sala!

Roseli Serra Isso dá um trabalho né Ramon Silveira?

Raquel de Oliveira TG é como uma mapa, cada um tem uma leitura diferente, mas se chega ao mesmo lugar.. naked or dressed… Ana Amaral

Roseli Serra Mas é muito bacana

Cadu Souza Ramon Silveira, e se sua biblioteca no pen drive falhar? Como disse antes, o que curto nesse approach é a ideia de sermos ‘ninjas’ e sabermos fazer limonada com apenas um limão….

Ramon Silveira ahahahahaha da sim Roseli Serra!

Juan Alberto Lopez Uribe Cadu Souza, a diferença é que o tema da conversa é determinado pelo professor/ conteudo do livro antes de que o alunos queiram conversar sobre ela. Aqui ele faz com que os alunos se informem de forma envolvente.

Ana Amaral Youtube, topdocumentaryfilms…

Ramon Silveira Claro Cadu Souza! O que quis dizer é que, podemos selecionar isso e pedir aos alunos para assistirem previamente sem depender do TG!

Roseli Serra ahahaha eu tb meio q tenho umas coisas assim Ramon Silveira. e Cadu Souza existem zilhões de maneiras de fazer backup

Giselle Santos Acho que a idéia é muito o que a Valeria Benevolo França mencionou, é não transformar a sala em lecturing hall e reading point ou cyber café, é ter interação, ouvir, falar, negociar, buscar a language que falta, construir o aprendizado a medida que surge a necessidade,

Cadu Souza Ah, entendi Ramon Silveira. Com certeza

Valeria Benevolo França Rsrsrs isso Ana Amaral, mas vamos pensar em um exemplo. Uma tarefa que envolva um “quiz” ou um “problem solving” que envolva escolhas, eliminações de opções, onde surge a necessidade de argumentos e contra-argumentos….fazemos isso em vários momentos de nossa vida. Neste aspecto, podemos dizer que pode parecer com TBL (Task Based Learning), mas a diferença é que o que me parece ser o que interessa o cara de Naked Teaching é somente a discusão em si, enquanto em TBL vamos nos interessar pelo resultado da produção da discussão para trabalar a linguagem.

Roseli Serra Muito bom Giselle Santos!

Raquel de Oliveira Acredito que com a experiência, o professor acaba tendo mais recursividade, e um olhar mais sensível para perceber as contribuições dos alunos em sala e expandi-las de acordo com o foco da aula… simplicidade e eficácia, sabe?

Bruno Andrade Bom mesmo, Giselle!

Cadu Souza Sim, Roseli Serra. Back up, sim, mas outro dia ganhei uma competição de lesson planning que visava preparar uma aula para quando faltasse luz. E aí, nem com back up, né?

Roseli Serra concordo mesmo Raquel de Oliveira!

Ramon Silveira Raquel de Oliveira, adorei o recursividade!

Bruno Andrade Competição de lesson planning! Que máximo!!!! Onde isso, Cadu?

Roseli Serra ahhhh isso! Cadu Souza entendi!

Juan Alberto Lopez Uribe O conhecer, reconhecer, apoiar, escutar, rir, curtir o estar juntos são as posturas que o naked teaching abre caminho. Estas trazem um componente afetivo motivacional muito forte.

Roseli Serra As gerações mais novas não sei se sabem dar a aula plano B

Ramon Silveira ahahahaha muito bom Cadu Souza! Mas nesse caso, o naked seria possível pois quem assistiria o video antes seriam os alunos.

Roseli Serra ou seja, sem tecnologia

Cadu Souza Já ganhei duas Bruno Andrade – kkkk. Eu estou sempre procurando essas coisas na internet. Depois com calma passo os dados

Cadu Souza Ganhei $60 em voucher da Amazon

Ana Paula Cypriano Bem estava pensando, Bruno Andrade, no task-based você pede para o aluno fazer uma atividade que gerará discussão, descoberta, etc e depois trabalharia os aspectos léxico-gramaticais por exemplo.

Roseli Serra vc tem razão Cadu Souza

Roseli Serra que legal! Parabéns Cadu Souza

Ana Amaral Que bacana, Cadu Souza!! A competição deve ter sido muito desafiadora, não?

Raquel de Oliveira As gerações mais novas são produto de que tipo de ‘treinamento’ ou ‘capacitação’? Há espaço para Naked Teaching nesta fase ?

Bruno Andrade Por isso que acho que não tem muito a ver com Naked Teaching. NT tem mais a ver com o modo como a aula eh conduzida, a relacao prof x aluno, e não o produto dela, Ana Paula.

Giselle Santos Se fizermos uma analogia levando em conta a palavra naked (eu estou cansada rs então não levem nada pro lado pessoal rs) …até quando estamos pelados somos diferentes, cada uma acha sua maneira de personalizar sua nudez…acho que o momento naked teaching tem muito a ver com personalização para resultar em interação

Cadu Souza A competição foi bem legal, sim, mas pensando bem agora vejo que porque sou produto das aulas sem tecnologia e dou aulas usando tecnologia, consigo ter esse olhar. Será que os profs mais novos, que já se formaram tendo tecnologia em suas aulas, conseguem pensar/ montar uma aula sem uso do comp?

Roseli Serra Carambam Raquel de Oliveira! è vero viu? Capacitação e treinamento … tudo sentado em tecnologia..

Bruno Andrade Ótimo chat, pessoal! Muito produtivo! Chegando ao final queremos saber: Quem se habilita a escrever um resumo dessa rica conversa?

Valeria Benevolo França Gente, falamos muito sobre um assunto que é tão novo para todos nós, mas instigou muita reflexão e diálogo e interação….usamos uma mídia tecnológica para a discussão, mas como o Bowen advoga, apenas utilizamos um video antes para a nossa discussão. Foi tudo very naked”, não foi?

Cadu Souza Adorei, Giselle Santos. Acho que isso tem muito a ver tb

Ramon Silveira Ratifico, depois do E-board acho que isso piorou!

Raquel de Oliveira Giselle Santos, e enquanto naked ficamos expostos… será que todos se sentem confortáveis assim?

Juan Alberto Lopez Uribe Acho que ainda existe uma inércia do aluno que vem para aprender na sala. O professor ainda mantém o poder de ensinar. Na hora em que se chega para debater, para construir algo novo com o aluno, fica-se fora da zona de conforto tanto do professor como do aluno. Pela teoria dos jogos, esta posição não é sustentável.

Cadu Souza Isso mesmo, Valeria Benevolo França. Nossa discussão aqui foi um bom exemplo disso.

Giselle Santos Super naked =)

Henrick Oprea Boa noite, pessoal! Cheguei bem tarde, mas vamos que vamos. De qualquer forma, vou ler os posts todos em breve. Pelo pouco que li, há novamente o consenso sobre o uso consciente de uma abordagem para que ela seja eficaz. Já o que foi falado aí em cima sobre o naked teaching lembra muito flipped

Juan Alberto Lopez Uribe Foi naked sim Valéria! Isso que nem tinhamos planejado ser assim.

Raquel de Oliveira Nas aulas da pós, construimos o slide em sala… Um aluno redige, outro revisa, e no final compartilhamos… funciona🙂

Giselle Santos pois é Henrick Oprea, tb vi algumas semelhanças mas achoq ue o flipped é mais coreografado não?

Roseli Serra Foi muito legal Valeria Benevolo França!

Elivan Souza Agradeço a todos pela paciência. Gostaria apenas de frisar que a minha preocupação era como resolver o problema de distração dos nossos alunos frente ao computador tendo em vista tanta coisa que faz com que até um santo saia da linha. Gostaria apenas de ouvir como lidar com isto.

Juan Alberto Lopez Uribe Vou pesquisar sobre o flipped. São tantas tendências novas.

Roseli Serra eu não sei o que é flipped ! ahahahahaha

Raquel de Oliveira E viva a Dialogia🙂

Henrick Oprea Acho que aí vai depender do professor, Giselle Santos. Ou não?🙂

Cadu Souza Nem eu, Roseli Serra. kkkkkkkkkkkkk

Roseli Serra Vou te imitarJuan Alberto Lopez Uribe e pesquisar! :b

Ana Paula Cypriano Talvez, Juan por esta ainda ser uma cultura educacional arraigada. Precisamos , professores e alunos, estar abertos para trocarmos de papéis em sala de aula a todo momento, sem receio.

Valeria Benevolo França Bom, mais uma vez acredito que só temos que agradecer a todos os participantes por estarem aqui. Temos o nosso blog onde postamos as mensagens das discussões e quando temos alguem que faça um resumo do chat fica melhor ainda.https://breltchat.wordpress.com/2012/09/21/mensagem-a-mensagem-a-formacao-de-professor-de-linguas-como-se-manter-atualizado-0609/

Roseli Serra Sempre muito bom tá por aqui Valeria Benevolo França! A gente troca e aprende muito!

Ana Amaral Gente, a discussão foi ótima. Aprendi um monte, entendi outro monte e vou implementar outro monte. Já estou cheia de ideias!!! Infelizmente tenho que ir agora, mas agradeço a todos pelo compartilhamento de experiências e pelo acolhimento. Desejo a todos uma excelente noite e até a próxima.

Juan Alberto Lopez Uribe Sim, Ana Paula Cypriano! Este é o desafio, aceitar a vulnerabilidade e viver papéis de forma diferente. Pode ser muito libertador para todos, para isso a base é a confiança.

Cadu Souza Pessoal, preciso ir. Amanhã tenho reunião láááááááá em Botafogo. Beijos e já estou ansioso pelo próximo.

Giselle Santos Henrick Oprea, acho que em parte é sim mas o flipped apesar de pregar o momento de interação em sala como um dois mais importantes, até hoje de tudo que eu vi sempre tem um viés um pouco guiado, mas vc tem razão …o professor experiente vai saber sair de cena quando necessário

Roseli Serra Oi Elivan, acho que you have a point sobre a distração com tecnologia mas acho tb que as pessoas estão se educando mais, ficando mais disciplinadas

Giselle Santos Cadu Souza, faz uma visita lá no 4 andar…bjks

Roseli Serra Boa noite Cadu

Raquel de Oliveira Feliz como nosso chat🙂 E que nossa interação seja crescente… Co-construindo. Obrigada, Valeria Benevolo FrançaHenrick Oprea e Bruno Andrade pela co-moderação, e a tdos os presentes. É bom perceber que o aluno não é visto como um cliente, e sim como um ser humano rico em experiências… Best vibes e boa noite, pessoALL🙂

Juan Alberto Lopez Uribe Cadu Souza, depois quero ver o lesson plan ganhador! Ai se curiosidade matasse…

Cadu Souza Faço, sim Giselle SantosValeria e Bruno, posso fazer o resumo do chat, mas só vou ter tempo no fim de semana. Ah, e como nunca fiz isso, talvez precise de apoio. Se estiver ok pra vocês, ok pra mim.

Roseli Serra kkkkkkkkkkkk eu tb Cadu Souza solta aê! hehehehe

Juan Alberto Lopez Uribe Obrigado a todos! Foi ótimo como sempre. Boa noite gente!

Cadu Souza Juan Alberto Lopez Uribe, eu mando pra todos depois – kkkk

Valeria Benevolo França Boa noite a todos, obrigada aos co-moderadores Bruno AndradeRaquel de Oliveira e Henrick Oprea que consegui chegar no final (ele teve que substitutir um professor, gente).

Roseli Serra Quand digo que esse Juan Alberto Lopez Uribe num para quieto kkkkkkk é mais elétrico que eu e Raquel de Oliveira

Bruno Andrade Se alguém quiser fazer o resumo, favor falar com a gente!

Raquel de Oliveira risos

Roseli Serra Obrigada pessoal, Valeria Benevolo FrançaBruno Andrade, e todo mundo, vocês são ótimos!

Juan Alberto Lopez Uribe Ai, ai, ai!

Roseli Serra ui ui ui Juan Alberto Lopez Uribe!

Ana Paula Cypriano Tchau gente. Boa noite e super obrigada.

Elivan Souza Será que não poderíamos prolongar este tópico?

Ramon Silveira Obrigado mesmo gente! Minha primeira vez e foi muito enriquecedor!

Roseli Serra Valeu Ana Paula Cypriano!

Valeria Benevolo França Boa noite Ana, bom te ver aqui.🙂

Juan Alberto Lopez Uribe Bem-vindo Ramon Silveira!

Roseli Serra Volte sempre Ramon Silveira

Juan Alberto Lopez Uribe Até o próximo!

Valeria Benevolo França Elivan Souza, podemos sim. Vamos tentar entrevistar o Boewn e por isso se alguem ainda tiver alguma dúvida ou pergunta, pode lnçar aqui e vamos ver se ele nos responde.

Roseli Serra Juan seu Printerest ta cada dia mais legal! ParabénsJuan Alberto Lopez Uribe

Juan Alberto Lopez Uribe Excelente idéia Valéria! Que bacana!

Roseli Serra Show , Valeria Benevolo França!

Raquel de Oliveira super🙂

Ramon Silveira Muito obrigado Gente! De verdade!

Elivan Souza Valeria, ótima ideia. Hoje foi o ponta pé inicial e não creio que ficou claro para todos.

Roseli Serra Elivan Souza, creio que vc não perde mais nenhum!

Elivan Souza Roseli, eu corri o risco de ser atropelado. Minha última aula hoje termina às 22h por isto que nunca cheguei a tempo.

Roseli Serra ai meu Deus! Menino isso é que é amor à causa heimElivan Souza? Vixe!

Elivan Souza Boa noite a todos. Agora tomar banho, comer e ler tudo.

Jossely Oliveira Boa noite😦 É incacreditável! Cheguei no fim😦

Jossely Oliveira sorry

Roseli SerraGente, beijocas mil pra vcs, Boa noite e sweet dreams

Roseli Serra See you all around! ♥

Ramon Silveira Boa noite a todos!

Raquel de Oliveira Gente… achei um video aqui que tangencia o que debatemos: http://www.youtube.com/watch?v=I2NmmIcf-nk

Construção do Conhecimento

Raquel de Oliveira Fala sobre Educação Dialógica….

Roseli Serra Que bacana Raquel de Oliveira! Vou ver se assiato amanhã! Beijocas Boa noite meu povo!

One thought on “Mensagem a Mensagem: “Teaching Naked”: o que é, quais são os princípios e técnicas – 20/09

  1. Incrível que eu usei esse termo pra definir minha atuaçao em sala de aula muitas veses, em encontros de Pratica Exploratoria no ano passado, sem saber que esse termo existia. Tive um insight! Alohaaa!🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s