Resumo do Chat: COMO USAR AS REDES SOCIAIS PARA APRIMORAR O APRENDIZADO DE INGLÊS.

Este resumo e o linoit foram elaborados pela Professora Priscila Mateini (http://facebook.com/pmateini). Agradecemos pela dedicação e o trabalho.

Photo by  @aClilToClimb from eltpics

Photo by @aClilToClimb from eltpics

“algumas vantagens do meio eletrônico são, por exemplo, o rompimento de limitações espaciais e temporais, propiciando o acesso a um grande número de participantes para interagir, o que faz com que a aprendizagem seja favorecida pelas trocas interacionais e pela colaboração entre os participantes”. (FIGUEIREDO, 2006, p. 28).

No último dia 09 de maio, estivemos novamente reunidos para o nosso #BRELTCHAT com o tema: COMO USAR AS REDES SOCIAIS PARA APRIMORAR O APRENDIZADO DE INGLÊS. Com a participação de vários professores da área, pudemos observar que a utilização das redes sociais e de novas ferramentas digitais está bem mais presentes nas nossas salas de aula do que imaginávamos.

Com o avanço da tecnologia, muitas ferramentas tecnológicas (celulares, computadores) e plataformas (Facebook, blogs e etc) tornaram-se imprescindíveis na sala de aula para aprimorar o ensino da Língua inglesa em diversas Instituições.

Para muitos professores, o propósito da criação de um grupo ou evento no Facebook contribuiu para o processo ensino-aprendizagem com a mediaçao pedagógica, onde nesse espaço virtual “de sala de aula”, os alunos podem aprender por meio de feedback sobre conteúdo de uma aula (Nina Ridd), ou por um “Helping Class” para ajudar os alunos com dificuldades em alguns conteúdos (Priscila Mateini) e também para a interação de professores de inglês de outros países (Danilo Pereira).

Assim como o Facebook, o youtube é uma das ferramentas que muitos professores utilizam para facilitar o processo de ensino-aprendizagem. Nele, pode-se assistir vídeos para a interação do conteúdo, como também criar o próprio vídeo sobre o conteúdo aprendido.

A criação de um vídeo, com o uso do recurso do Youtube para aprimorar nas habilidades de fala e escrita foi mencionado por um dos participantes (Raquel de Oliveira), onde exemplificou uma atividade sobre o fim do mundo chamada “The Thing”; entretanto, toda atividade que envolva a participação de alunos, é necessária a autorização de áudio e imagem dos mesmos, conforme ressaltou (Valeria Benevolo França).

Além de Facebook, Youtube foram apresentados pelos participantes, novas ferramentas para alguns e já bem conhecidas por outros como: Posterous, (Roseli Serra), Muzy, slideshare, Web 2.0 (Juan Alberto Lopez Uribe), Instagram (Humberto Baltar), twitter ( Raquel Oliveira), Edmodo, Scoop it, Lino it (Priscila Mateini), Skype (Higor Cavalcante), Blogs, Newpapers websites (Elivan Souza) e entre outros.

Para finalizar, vale ressaltar que as mídias devem ser vistas como um recurso a mais para enriquecimento dos conteúdos ministrados, por isso, nós professores precisamos estar sempre atentos para adaptar e selecionar para a realidade de nossa sala de aula, caso contrário serão simplesmente para cobrirem buracos de um planejamento malfeito. E também, que nossos alunos são parceiros nessa nova abordagem educacional e que os recursos tecnológicos são hoje fundamentais para uma aula mais instigante e prazerosa.

Para saber mais informações, sobre os links mencionados no chat entre nesse endereço:
http://linoit.com/users/pmateini/canvases/%23BRELTCHAT%20%3A%20

Referência:
FIGUEIREDO, F. J. Q. A aprendizagem colaborativa de línguas: algumas considerações conceituais e terminológicas. In: ______ (org). A aprendizagem colaborativa. Goiânia: Ed. da UFG, 2006, p. 11-45.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s