Mês dos Professores BrELT: Ilá Coimbra & Natália Pinho

O Mês dos Professores BrELT traz hoje duas professoras da capital de São Paulo que, mais do que escolheram, foram escolhidas pela profissão: Ilá Coimbra e Natália Pinho. E elas devolvem o carinho dessa escolha com muita dedicação ao desenvolvimento profissional.

Ilá, inclusive, é a responsável pela criação do BrELT Calendar of ELT Events, atendendo a uma demanda de dentro e fora da comunidade por notícias de webinars e congressos da nossa área. Afinal, muito evento acontece, muitas vezes de graça, e a gente nem ficava sabendo. Mas a Ilá é gente que faz e resolveu nosso problema!

Bora conhecer melhor essas super profissionais?

TEACHER_MONTH_2015_ic_np

1. Em que contextos vocês atuam?

Ilá CoimbraEnsino de inglês como segunda língua para adultos e capacitadora de professores em escolas privadas de idiomas.

Natália PinhoAtuo como professora particular há cerca de 6 anos e, esporadicamente, sou tradutora na área de cultura e saúde.

2. O que motivou vocês a seguirem carreira no ensino de inglês?

lá CoimbraComecei minha carreira de professor como professora de português e literatura e, quando eu terminei meu curso de inglês, a coordenadora, que sabia que eu era professora e que gostava do meu nível de inglês, me convidou para dar aula na mesma escola.

Natália PinhoSempre quis ser professora, mas durante a adolescência tive outros desejos de profissão. Contudo, ao me iniciar no mercado de trabalho em uma empresa, me vi como sendo a única que sabia inglês e meus colegas de trabalho quiseram que eu os ajudasse e comecei a dar aulas informalmente. Depois disso, acabei tomando muito gosto e me especializando e também procurando empregos em escolas de idiomas.

3. Como foi sua trajetória profissional?

lá CoimbraApós 5 anos dando aula na primeira escola que me contratou como professora de inglês, resolvi procurar cursos de desenvolvimento profissional. Comecei pelo TKT, o que me garantiu emprego em uma escola que pagava mais. Daí para frente, não parei de buscar desenvolvimento profissional e melhores oportunidades tanto de carreira quanto financeira. Hoje sou professora e teacher trainer na Seven Rebouças em São Paulo.

Natália PinhoComecei “trabalhando” como plantonista em uma escola de idiomas em troca de bolsa de estudos. Depois disso entrei em uma empresa de outro segmento pois ainda não tinha idade para dar aulas e o período do curso havia acabado. Depois de dar aulas informais para meus colegas de trabalho, iniciei duas frentes de trabalho: aulas particulares e monitoria em um acampamento em inglês. Foi lá que meu contato com as crianças começou. Após isso sempre busquei tempo para alunos particulares e me dividia em escolas de idioma também. Cheguei a coordenar uma escola por um ano e aprendi muito. Porém, por um tempo tive que parar para poder desenvolver minha paixão acadêmica: o Mandarim. Morei na China para estudar a língua, mas lá minha paixão profissional também apareceu: dei aulas de inglês particulares para crianças. De volta ao Brasil me dediquei apenas as aulas particulares e traduções. Acabo de terminar o CELTA e agora me especializo em aulas particulares, visando trazer um tom cada vez mais profissional às minhas aulas.

4. Por que vocês participam da BrELT?

lá CoimbraPorque é um espaço que me permite interagir e trocar experiências com profissionais qualificados de todo o Brasil.

Natália PinhoAcredito que aquela comunidade agrega muito valor a discussões pois possui inúmeros pontos de vista e é isso que nossa profissão mais deve valorizar, pois é assim que precisamos lidar com nossos alunos: sempre respeitando as diferenças e também ouvindo o que o outro tem para dizer e aprender com isso. Além do mais, sendo professora particular 24/7, BrELT é o meu Teachers’ Room!

5. No que a BrELT auxilia/auxiliou no sua formação profissional?

lá Coimbra: A troca de ideias e experiências com professores do país todo é essencial para o meu desenvolvimento profissional.

Natália PinhoExatamente o fato de ouvir e aprender com quem tem mais ou menos experiência do que você: a quantidade de anos que uma pessoa ensina pode até ajudar, mas acredito que a bagagem das pessoas com quem converso e sobre quem leio é o que mais me ajudou profissionalmente.

6. Há alguma mensagem que vocês queiram deixar aos membros da comunidade?

lá CoimbraYou rock, guys! 🙂

Natália PinhoAgradeço a iniciativa e espero poder ajudar futuramente!

Moderadores: Ilá, ficamos envaidecidos com seu elogio. Um “you rock” vale mais quando vem de roqueiro de verdade, né não? Natália, adoraríamos a ajuda, sempre! 😀 E claro, agradecemos às duas pela participação nesta entrevista e na comunidade.

******************************************

Se você gostou deste post, também poderá gostar das entrevistas anteriores: Will Eduardo & Stephan HughesTati Casoria & Silvia GubertAislan Ferreira & Rob HowardJoyce Fetterman & Andreia MacambiraGraeme Hodgson & Isabela Villas BoasBruno Coriolano & Bruna CaltabianoAna Maria Menezes & Roseli SerraMarina Macedo & Ricardo Barros; e Joyce Fetterman & Andreia Macaimbra.

Advertisements

2 thoughts on “Mês dos Professores BrELT: Ilá Coimbra & Natália Pinho

  1. Pingback: Mês dos professores BrELT: Danúbia Galvão & Viviane Kirmeliene | #BRELT

  2. Pingback: Mês dos Professores BrELT: entrevista com Eduardo Zito & Virginia Borges | #BRELT

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s