Entrevista com Larissa Costa Campos sobre o M.A. in Applied Linguistics da Texas Tech University

17016389_10210932827990269_1091112796_o.jpg
A carioca Larissa Costa Campos tinha o sonho de fazer o M.A. nos Estados Unidos e conseguiu uma bolsa diferente para isso: uma assistantship! Professora há 10 anos, Larissa já possui os certificados TKT 2 e 3 e CAE, além do diploma em Letras Português-Inglês pela Faculdade CCAA. Após ser bolsista FLTA (Foreign Language Teaching Assistant) da Fullbright em Utah, ficou sabendo do M.A. em Linguística Aplicada da Texas Tech University (TTU), arriscou e conseguiu. Muito disposta a ajudar, ela tirou um tempinho de sua vida de estudante e professora assistente para nos ensinar o caminho das pedras.  
1) Primeiramente, gostaríamos de saber um pouco mais de você como professora. Em que contexto(s) você atuava no Brasil?

Bem, eu comecei a atuar como professora no fim de 2006, com apenas 17 anos. Minha primeira oportunidade foi dada pela Sociedade Brasileira de Cultura Inglesa no Rio de Janeiro, em que atuei como monitora, dando aulas de reforço para alunos que encontravam dificuldades no idioma. Trabalhei como monitora ou, como chamam atualmente, trainee teacher, pelo período de 2 anos, sendo convidada para me tornar professora, porém na época não pude assumir o cargo, devido a outros planos e motivos pessoais. No entanto, me tornei professora de lá anos depois. Também trabalhei em outros cursos privados, sendo que o curso em que trabalhei a maior parte da minha carreira no Brasil foi na Cultura Inglesa, onde aprendi e cresci muito profissionalmente. Além disso, também atuei como professora particular sempre que aparecia a oportunidade.

2) Como você ficou sabendo desse programa? E por que você escolheu cursar o M.A. nessa Universidade especificamente?

Fui bolsista da Fulbright entre 2012 e 2013, quando trabalhei como professora assistente de português na Utah Valley University. Com essa oportunidade, conheci muitas pessoas da área, incluindo uma outra professora que veio para a Texas Tech University. Na minha universidade em Utah, não havia oportunidade de mestrado, e eu também tinha o desejo de voltar ao Brasil para trabalhar e me preparar para uma possível oportunidade de mestrado nos EUA. Foi quando essa amiga que estava aqui no Texas publicou no nosso grupo de bolsistas que a sua universidade estava fazendo seleção para o mestrado em Linguística Aplicada. Como a área sempre me interessou, foi o incentivo extra. Foi a única universidade para qual eu me candidatei e aqui estou.


16990196_10210932828430280_1516274192_o.jpg
3) Como o programa desse M.A. é organizado?

Aqui na TTU (Texas Tech University), temos que fazer a carga horária de 36 horas durante todo o curso, isso equivale a três matérias com carga horária de 3 horas semanais por 4 semestres até a conclusão, o que equivale a mais ou menos 18 meses de estudos. A minha parte prática vem com as aulas em que sou a instrutora. Como dou aulas de português, posso aplicar teorias e metodologias com as turmas que trabalho. A tese não é obrigatória, pode fazer ou não. A obrigatoriedade geralmente só vem no doutorado. No entanto, no mestrado temos que fazer os Comprehensive Exams, provas em quatro áreas que escolhemos. Esse é um dos requisitos para a obtenção do diploma, além de matérias específicas.

4) O que é uma assistantship? Quais as vantagens e desvantagens, a seu ver, de cursar o M.A. sendo uma T.A. (Teaching Assistant)?

Assistantship ou T.A.ship é quando a universidade lhe oferece a possibilidade de estudar e trabalhar, e geralmente isso lhe permite um desconto na sua mensalidade. No meu caso, foi um bom desconto, então uso o meu salário para pagar minhas contas e a mensalidade da faculdade. É um valor considerável, mas ainda assim limitado. Aconselho que quem esteja pensando em fazer algo assim se prepare e guarde dinheiro para poder trazer, senão fica bem complicado. No entanto, depende da universidade: umas universidades oferecem salários melhores e, dependendo, a mensalidade fica bem baixinha mesmo. Não é o caso da TTU, mas ser professor assistente (TA) é sempre maravilhoso. A única desvantagem pode ser o valor que recebemos.

5) Como foi o processo seletivo da universidade e da bolsa?


Quando eu me inscrevi para o mestrado, já me inscrevi para a assistantship pois eles precisavam de professores para o curso de português. Preenchemos vários formulários com dados pessoais, tradução de diploma e histórico acadêmico, comprovação de proficiência em inglês (usei o CAE), cartas de recomendação, além de cartas explicando o porquê de você querer fazer o mestrado, entrevistas pelo skype, etc. A papelada é trabalhosa mas não é nada impossível. Com organização e calma, dá tudo certo!

6) Como está sendo a experiência numa universidade estrangeira?

Eu já havia tido a experiência no passado, então está sendo bem tranquilo e culturalmente enriquecedor.

7) Em que sentido você considera que essa experiência pode impactar sua carreira e sua prática pedagógica?

Do ponto de vista teórico aprendi muitas coisas novas e tive a oportunidade de expandir meus conhecimentos pedagógicos com muitas leituras relevantes aos tópicos que envolvem a Aquisição da Segunda Língua. Além disso, também pude me aperfeiçoar no ensino do português, e a cada dia me apaixono mais por ensinar a minha língua materna.

8) Que dicas você pode dar para quem quiser trilhar o mesmo caminho?

Pesquise muito sobre o que você quer cursar, pesquise universidades que oferecem os cursos e não tenha medo de mandar e-mails com perguntas. E, é claro, tentar!!! Fique atento às datas: geralmente as seleções para o outono (agosto) do ano seguinte começam em outubro do ano anterior. Fique de olho e, claro, se prepare financeiramente! E como dizemos em inglês “The world is your oyster”, literalmente o céu é o limite. Com preparação e organização, você consegue.

9) Gostaria de deixar um recado para seus fellow BrELTers?

Se você sonha em estudar fora do Brasil, saiba que isso é possível. Pesquise bastante, compartilhe ideias nos fóruns como a BrELT e mande brasa! Como disse anteriormente, você consegue! Boa sorte a todos. Não é fácil, mas vale a pena!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s