Retrospectiva 2019 – Voices & Intercultural Language Education SIGs

A nossa retrospectiva continua a todo vapor! No post de hoje, continuamos a nossa série de SIGs com Voices e Intercultural Language Education.

AJ Dalmaso e Rose Cortijo, representando Voices, nos falaram sobre o que estava acontecendo no PCE do Voices. Um jogo incrível para fazer os alunos pensarem em realidades que não necessariamente são as deles, bullying, empatia, nossa, imperdível. Já queremos comprar essa belezinha! Confira:

Com Bruno Lima, Hugo Dart e John Corbett, representando a Intercultural Language Education Sig, falamos sobre como a nossa associação, o BRAZ-TESOL, consegue unir tantas pessoas de backgrounds dão diferentes. Também conversamos sobre os desafios atuais de diferentes setores da educação. Assista:

Retrospectiva 2019 – Bilingual Education & Pronunciation SIGs

Então é natal! Sabem o presente que vem na retrospectiva de hoje?

Não precisa olhar embaixo da sua árvore, nesse mesmo post temos o início das entrevistas com as SIGs que tiveram pre-conference events no Southern Cone. Mas espere, você sabe o que são SIGs? SIG significa special interest group, são grupos que promovem interesses específicos. Se você ainda não é membro do BRAZ-TESOL, não perca tempo, clique aqui.

A Pronunciation Sig, representada aqui Vinicius Tavares e Wil Onishi, nos deu alguns detalhes sobre o que estava acontecendo no evento. Teve integração de pronúncia com os outros skills e teve até multiple intelligences. Confira:

Também falamos com a Bilingual Education SIG, representada por Bianca Tubaldini, Daphne Walder e Juliana Chanan, sobre o que é ser uma escola bilíngue. Veja como foi:

Retrospectiva 2019: momentos – Vicky Saumell e Ana Paula Gasparini

Na retrospectiva 2019 de hoje, temos mais duas mulheres que desenvolvem trabalhos inspiradores.

A primeira vem da Argentina, sempre nos prestigiando aqui no Brasil e também super atuante na IATEFL. Vicky está envolvida na Learning Technologies Sig e também no Publications Committee IATEFL . Vicky falou da sua experiência aqui no Brasil e também das diferenças entre o Brasil e a Argentina

Ana Paula Gasparini é gerente acadêmica na Sociedade Brasileira de Cultura Inglesa no Rio de Janeiro, onde fazem um trabalho muito especial e inclusivo através de projetos.

Venha conferir esse momento imperdível e se inspirar:


Retrospectiva 2019: momentos – Evelin Soldera, Priscila Vicente and Rachel Bardy

Na retrospectiva de hoje, vamos relembrar essa entrevista com três BrELTers que amamos e nos inspiramos. Evelin é uma super mulher de negócios, comprometida com young learners e com seu desenvolvimento profissional. Priscila nos ajuda todos os dias a descobrir mais sobre o mundo das necessidades especiais, muitas vezes desconstruindo nossos preconceitos e paradigmas equivocados. Rachel é outra voz potente no campo das necessidades especiais, sua fala sensível nos abre os olhos para várias questões.

E você, quer saber o que essas três maravilhosas estavam assistindo no Southern Cone? Veja no canal da BrELT:

Retrospectiva 2019: momentos – Claire Venables e Lucy Crichton

Vocês sabem que a gente adora mulheres fortes, não é mesmo? Na retrospectiva de hoje, vamos relembrar este momento com duas queridas e former BrELT on The Road plenary speakers, Claire Venables e Lucy Crichton.

Apesar de serem grandes nomes no segmento de young learners, nossa entrevista teve outro foco: escrever materiais didáticos. Nela, Lucy e Claire falam sobre como foi o início delas nesta área, dando dicas para você que gostaria de se tornar um autor e contando mais sobre o projeto delas que vai ajudar novos autores, clique aqui para saber mais detalhes.

Sendo você entusiasta na área de materiais ou não, vale a pena conferir esta entrevista imperdível:

Retrospectiva 2019: momentos – Cintia Rodrigues

Na retrospectiva de hoje, nós temos o prazer de relembrar este momento com outra amiga da BrELT, Cintia Rodrigues. É difícil falar de uma profissional como a Cintia, porque ela trabalha em muitas frentes e tantas frentes aparentemente diferentes, mas que convergem.

Vamos começar, a Cintia é uma líder. E a gente não está falando do fato de ela trabalhar ou estar em posições de liderança. Acreditamos veementemente que uma pessoa pode se preparar para ser líder, mas também há pessoas como Cintia, que naturalmente agregam, que olham as situações de um viés prático e sabem identificar as qualidades de cada um e usá-las da melhor forma possível.

Cintia tem um olhar muito apurado em relação à diversidade. É comum e até normal que pessoas que falam sobre diversidade foquem em um segmento. A Cintia consegue pensar de forma muito sensível, obviamente também resultado de muito estudo, sobre diversidade em vários níveis. Se você já a viu palestrar sobre o assunto, sabe que ela fala desde diversidade na liderança até como ter uma sala de aula mais inclusiva, que vai desde o respeito à sexualidade, identidade e necessidades específicas de cada aluno até como fazer com que esses alunos saiam mais empáticos desse espaço de aprendizagem.

Para não deixar esse post muito longo, vamos te convidar a assistir a entrevista que fizemos com Cintia neste ano, na qual, além de outras coisas, ela dá dicas importantíssimas para você professor navegar melhor no ambiente escolar. Confira no canal da BrELT:

Retrospectiva 2019: momentos – James Taylor

Relembrar 2019 é também fazer um exercício de gratidão. É especificamente olhar esses momentos e ficar muito feliz porque a BrELT é cheia de amigos e pessoas incríveis como o James.

James Taylor tinha tudo para cair no estereótipo do white native speaker para quem portas se abrem apenas por existir, e ele é o exato oposto disso. Um profissional super qualificado e engajado na nossa comunidade local de ELT e internacional também. Ele não só entende seus privilégios, mas também ativamente se posiciona e é um aliado na luta por uma sociedade mais igualitária.

Na nossa entrevista, ele fala bastante sobre os podcasts no quais é envolvido e também do livro essencial que Ilá Coimbra (outra amiga da BrELT que mora no nosso coração e que, vale ressaltar, estamos morrendo de saudade) e James escreveram, Raise Up, que você pode comprar clicando neste link.

Confira a entrevista no canal da BrELT: